SINTRACOOP-AL

POR QUE ME SINDICALIZAR?




5 MOTIVOS PARA FORTALECER SUA ENTIDADE SINDICAL


Essa é a duvida que tem deixado grande parte dos trabalhadores brasileiros intrigados. Mas por que eu preciso estar filiado? O que o meu sindicato faz por mim? Se eu não for sindicalizado o que estarei perdendo? 

A discussão ganhou corpo após a reforma trabalhista, que colocou fim a contribuição sindical (um dia de salário de cada trabalhador) obrigatória, deixando-a opcional. No caso dos trabalhadores representados pela Fenatracoop, essa contribuição foi completamente extinta em assembleia, criando um novo modelo de sustentação sindical com a implantação da contribuição confederativa que é devida apenas para os trabalhadores sindicalizados. 

Para que você, trabalhador, entenda a importância que o sindicato tem na sua vida laboral e até familiar, listamos 5 motivos de destaque para mostrar porque, atualmente, o sindicato se tornou indispensável para todas as categorias profissionais. Não perca tempo, busque a sua entidade representativa, fique sócio, participe da vida sindical e usufrua dos benefícios de uma categoria unida e forte em busca de melhores condições de trabalho. Conheça o trabalho do seu sindicato, participe das ações e o ajude-o a ficar cada vez mais forte para garantir direitos e ampliar as conquistas. A Fenatracoop possui mais de 50 pontos de atendimentos espalhados em todo o território nacional, procure a unidade mais próxima de você acessando nosso site: www.fenatracoop.com.br . 

 

1 – TRABALHADORES SINDICALIZADOS GANHAM MAIS E TÊM MAIS BENEFICIOS 

Um estudo do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) comprovou que os trabalhadores unidos em seu sindicato têm média salarial acima de quem não é sindicalizado. Por meio de uma simples comparação das médias das remunerações diretas, foi possível encontrar uma diferença entre trabalhadores sindicalizados e não sindicalizados. De acordo com o estudo, essa diferença equivale a R$ 562,28, em termos absolutos, em favor dos sindicalizados, ou 33,5%, em termos relativos. 

Ainda de acordo com o estudo, os trabalhadores de categorias organizadas tem mais facilidade em negociar benefícios, 36% se beneficiam dos convênios médicos, contra 20,3% dos não sindicalizados; 63,9% dos trabalhadores sindicalizados têm acesso ao vale-alimentação, contra 49,3% dos não sindicalizados; e 54,4% dos sindicalizados contam com vale-transporte, contra 49,1% dos não sindicalizados. 

Os sindicatos utilizam sua força coletiva para negociar melhores salários, melhores condições de trabalho e também uma gama de benefícios que não seriam conquistados caso fizessem uma negociação individual com o patrão. O sindicato, além de sua representatividade por meio dos trabalhadores, possui conhecimento dos meios de negociação, a realidade de cada empresa, o que ela pode oferecer a mais e conhece também o funcionário e sabe o que ele espera das negociações. 

Portanto, não perca tempo, procure o seu sindicato e participe! Você é o sindicato em movimento!

 

2 – TRABALHADORES ORGANIZADOS EM SINDICATOS TEM LOCAIS DE TRABALHO MAIS SEGUROS

Você sabia que o Brasil o quarto país no mundo com mais casos de acidentes de trabalho, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS)? Aqui acontece um acidente de trabalho a cada 48 segundos e uma morte em acidente a cada 3 horas e 40 minutos. Esses dados são o resultado de um processo relacionado à forma como o trabalho é organizado e gerido. É aí que entra o papel dos sindicatos, a pressão dos trabalhadores e de seus representantes influenciaram positivamente o processo de negociação coletiva e de construção de legislações, alterando e melhorando significativamente as condições de vida e de trabalho da classe trabalhadora. Ou seja, os locais de trabalho dos trabalhadores organizados em sindicatos são mais seguros. 

Uma pesquisa do DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, sobre as cláusulas de negociações coletivas relativas a saúde e segurança no trabalho representam aproximadamente 20% do total de cláusulas registradas no SACC-DIEESE por ano. E ainda segundo o estudo, essas cláusulas se referem principalmente com o intuito de inibir os fatores determinantes para o adoecimento e as doenças no trabalho.

Os representantes dos trabalhadores também realizam a fiscalização da segurança e medicina do trabalho. Apesar disso, há grande resistência dos empregadores em cumprir tal disposição, por isso é preciso que se tenha uma entidade com força e comprometida com a segurança do trabalhador, que avalie a intensidade e o ritmo de trabalho, se existe assédio moral, verificação dos exames médicos de admissão, demissão e periódicos, dos equipamentos de segurança, prevenção de acidentes e doenças do trabalho, a elaboração de Mapas de Risco, a criação de programas e campanhas de prevenção em parceria com a Cipa e o empregador. As condições dos locais de trabalho também são temas negociados e fiscalizados pelo sindicato como as condições de higiene, pagamentos dos adicionais de periculosidade e insalubridade, e manutenção de máquinas e equipamentos e também dos direitos, garantias e procedimentos que devem ser adotados em relação ao trabalhador já acidentado.

A verdadeira qualidade de vida no trabalho é o resultado de uma atuação em todas as suas dimensões, abrangendo a organização e a gestão, as relações entre os trabalhadores entre si e também com a gerência, as condições no trabalho, a remuneração adequada, não discriminação, a autonomia, além, é claro, de um ambiente saudável e seguro. 

 

3 – ATUAÇÃO DOS SINDICATOS DIMINUI A ROTATIVIDADE DE TRABALHADORES

A alta rotatividade dentro das organizações é um dos muitos problemas enfrentados pelos trabalhadores brasileiros. Uma avaliação do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, mostra que a baixa remuneração, falta de benefícios, ausência de oportunidade de crescimento na carreira, estresse e sobrecarga de trabalho são alguns dos principais motivos da alta rotatividade do mercado de trabalho e que levam o trabalhador a pedir demissão ou ser demitido pela falta de motivação, que se reflete diretamente na produtividade do funcionário.

A participação da entidade sindical neste cenário é de fundamental importância não só para os funcionários, mas também para a empresa. Nas negociações coletivas, os sindicatos conseguem garantir itens econômicos, sociais, educacionais, de medicina e segurança no trabalho, programa de participação nos resultados e inúmeras outras demandas de forma a trazerem benefícios em montante superior às leis e outras normas diversas, com isso, a categoria em questão irá planar em um nível acima do comum quando comparado a outras categorias.  Por isso é uma vantagem também para a organizações contarem com um sindicato laboral e firmarem convenções e acordos coletivos altivos, que garantem um funcionário motivado e saudável contribuindo para o crescimento da empresa. Com isso evita-se muitos custos como pagamento de rescisões e também em função da demanda de uma nova contratação, gastos com uniformes e treinamentos e o pior que é perder um bom profissional.

Para os trabalhadores, a alta rotatividade é péssima, pois achatam os salários, as empresas demitem um profissional com um salário razoável e contratam um novo profissional por menos, isso principalmente em época de crise econômica, além dele ter que se atualizar por conta própria para tentar se recolocar no mercado de trabalho. A fiscalização, a manutenção do emprego e o investimento em um bom instrumento coletivo só são possíveis graças à atuação dos sindicatos, que se preocupam em inserir cláusulas que garantam um bom ambiente de trabalho, incentivo ao estudo e a qualificação, promoção social e salários acima da média. 

 


4 – FISCALIZAÇÃO DOS SINDICATOS GARANTEM QUE DIREITOS TRABALHISTAS SEJAM RESPEITADOS

Você já ouviu falar em inspeção social? Esse é mais um dos benefícios de se manter associado ao seu sindicato, ele representa os trabalhadores não só nas negociações coletivas, mas também atua como agente fiscalizador do cumprimento das normas acordadas em instrumentos coletivos e também aquelas já previstas na legislação.

O sindicato luta pela dignidade do trabalho humano, fazendo com que o trabalhador não se sinta inferiorizado frente à relação de trabalho. Conquistado um direito, pela legislação ou pela negociação coletiva, a grande dificuldade, muitas vezes, é garantir que ele seja implementado. O sindicato é responsável por fiscalizar o cumprimento dos pagamentos de salários e benefícios, os encargos como FGTS e INSS, se estão cumprindo as normas de saúde e segurança no trabalho, horas extras, horários de almoço e descanso, entre muitos outros pontos.

A entidade sindical é um fiscal atento, pois em contato com o trabalhador toma conhecimento das infrações que vão desde desrespeito às leis mais básicas até queixas de assédio moral a trabalho escravo, e faz a denúncia às autoridades fiscalizadoras e ao Ministério Público. Neste sentido, o sindicato se coloca como intermediador das relações do trabalho, assumindo um papel que o trabalhador sozinho não poderia exercer por medo de perder o emprego. Então, o sindicato fiscaliza e toma as medidas necessárias, trabalhando em sigilo absoluto, evitando assim a exposição de um trabalhador. 

Ao homologar as rescisões de contrato de trabalho, o sindicato também verifica se o trabalhador está recebendo tudo que lhe é de direito e caso não esteja, fornece assessoria jurídica gratuita para que ele não seja lesado ao sair de um emprego. Os sindicatos de trabalhadores contribuem não só para a melhoria da vida de seus representados, mas também para evitar a morosidade das demandas judiciais na resolução dos conflitos, agindo como mediador das relações trabalhistas. 

 

5 – TRABALHADORES SINDICALIZADOS TÊM ACESSO PROGRAMAS SOCIAIS EXCLUSIVOS

Já faz algum tempo que a forma de atuação dos sindicatos têm sido cada vez mais abrangente, trazendo benefícios que vão além das negociações coletivas e também das fiscalizações. As entidades têm atuado de forma efetiva numa perspectiva de melhor qualidade de vida, inclusão social, responsabilidade socioambiental, inclusão digital, qualificação profissional, convênios e parcerias que visam proporcionar aos trabalhadores descontos exclusivos em produtos e serviços utilizados no dia a dia.

Os sindicatos, em parceria com as suas federações e centrais sindicais, discutem periodicamente formas de melhorar a qualidade de vida do trabalhador e de toda a sua família. A Fenatracoop, por exemplo, em parceria com os seus sindicatos locais possuem programas como Saúde do Trabalhador, que leva tratamento de acupuntura móvel aos trabalhadores, Turismo nas Férias dos Trabalhadores, que subsidia pacotes de viagens com preços exclusivos para os associados e seus familiares, Programa Habitacional para o Trabalhador Sindicalizado, que prevê a construção de casas com preços acessíveis e pagamento facilitado para os sindicalizados, além dos programas desenvolvidos pelos sindicatos locais como assessoria jurídica gratuita, salão de beleza, psicólogo, cursos profissionalizantes gratuitos para associados e dependentes, educação financeira, faz encaminhamento profissional, convênios que oferecem descontos em uma gama de produtos e serviços como escolas, supermercados, cursos de língua estrangeira, academias e muitos outros estabelecimentos. 

A Fenatracoop tem uma ótima reputação com seus associados por oferecer um atendimento de qualidade e por seu compromisso com a categoria. Para chegar ao seu objetivo, que é atender o trabalhador quanto as suas expectativas e vencendo os desafios desta nova fase das relações trabalhistas nos Brasil, propomos uma conversa franca com os associados, com dirigentes bem instruídos e que se mostrem em prol da categoria, oferecendo também outros benefícios que vão além de negociações coletivas, mas apresentando projetos de lazer, habitacional, educacional. Sempre com o foco em disponibilizar ao trabalhador toda estrutura que um sindicato forte pode oferecer aos seus associados. Nunca esquecendo do objetivo principal que é a manutenção dos direitos e a defesa intransigente dos seus representados.

 

#fenatracoop #sindicato #porquemefiliar #trabalhadorunido #categoriaforte #sintracoop #meusindicatomeprotege



FOTOS:



Eventos

Nenhum evento próximo! Mais Eventos