SINTRACOOP-AL

SINTRACOOP - AL PARTICIPA DE CONGRESSO NO PARANÁ




No último domingo (18/03), os trabalhadores em cooperativas da base de representação do Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas Agrícolas, Agropecuárias e Agroindustriais no Estado do Paraná – Sintracoop e do Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas Agrícolas, Agropecuárias e Agroindustriais de Palotina e Região – Sintrascoopa reuniram-se para o 18° congresso de trabalhadores em cooperativas. Com o apoio da Fenatracoop, federação nacional da categoria, o evento contou com a participação de 8 mil pessoas lotaram o Parque de Exposições João Leopoldo Jacomel em Palotina – PR. Foram mais de 4 mil associados acompanhados de suas famílias para uma tarde de confraternização e deliberações importantes para a categoria. 


O presidente do Sintracoop – AL, Raphael Miguel, assim como dirigentes sindicais de diversos estados estiveram presentes no evento, prestigiando os trabalhadores em cooperativas do Paraná e também participando da reunião do conselho de representantes da Fenatracoop.  “Participar dos congressos aqui no Paraná é muito gratificante, pois é o berço da categoria no Brasil. Sempre que estamos aqui aprendemos muito e trocamos experiências para melhorar o atendimento em nossos estados. Vamos levar muita coisa boa daqui para os trabalhadores de Alagoas”, afirmou.


Foram disponibilizados centenas de ônibus vindos de diversas regiões do estado para que os trabalhadores pudessem participar do maior e mais antigo congresso sindical da categoria, que contou com a presença de dirigentes sindicais de todo o Brasil e autoridades de diversas entidades do meio trabalhista, como Antonio Neto, presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros – CSB, a terceira maior central sindical do País. 


Neste ano, o congresso teve como tema o impacto da reforma trabalhista, em seu discurso, o presidente da Fenatracoop e dos sindicatos Sintracoop e Sintrascoopa, Mauri Viana Pereira, explicou aos trabalhadores como seu deu a reforma e qual o rumo que os sindicatos devem tomar. “O Congresso Nacional e o Governo Federal quando votaram e sancionaram a reforma trabalhista, demonizaram os sindicatos e reduziram os mais de 100 artigos alterados apenas ao fim da obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical, para que os trabalhadores não percebessem o golpe que estavam levando. Só que eles esqueceram de mencionar que só 60% desse dinheiro vai para o sindicato e que 40% é divido entre federações, centrais e o próprio governo, que ainda às vezes demorava em média 24 meses para repassar o valor para os sindicatos. Se fossemos contar com esse dinheiro, já tínhamos fechado as portas há muito tempo. Por isso hoje aqui vou propor a vocês que coloquemos um fim nessa famigerada contribuição sindical, que só amarra e macula a imagem das entidades sindicais”, afirmou o líder, Mauri Viana, arrancando aplausos de todos os presentes.


Antonio Neto, presidente da CSB, também criticou como a reforma foi exposta e imposta aos trabalhadores de forma arbitraria e sem discussão com a sociedade. “Primeiramente queria dizer que estou atônito com a organização de vocês. Vimos aqui uma entidade que cuida do lazer, cuida da saúde, cuida do salário. Tem uma convenção altiva, uma categoria que sabe enfrentar o patronal. E isso que temos aqui, essa união é o que dá medo no patronal. Por isso, esses canalhas vieram e propuseram uma mudança trabalhista e previdenciária que só prejudica a classe operária, o povo mais pobre, o trabalhador rural, a mulher. Mas nós insurgimos e conseguimos barrar, pelo menos por enquanto, a reforma da previdência. E em outubro a classe operária vai fazer uma limpeza nesse Congresso corrupto. Com voto consciente, vamos eleger aqueles que realmente representem os nossos interesses”, ressaltou Neto. 


Além do destaque para a reforma trabalhista, os presentes também puderam acompanhar os trabalhos sociais desenvolvidos pelos sindicatos com o apoio da Fenatracoop, como o Turismo do Trabalhador, Habitrabs e a Acupuntura. Foi apresentada a nova diretoria do Sintracoop, feito um balanço das atividades em 2017, planejamento para o próximo exercício e ainda extração do Rol de Reivindicações para a campanha salarial 2018, que será apresentado as cooperativas para dar início às negociações coletivas.


Outra discussão foi com relação a filiação dos sindicatos à CSB. Presentes no evento, os membros da executiva nacional deram as boas-vindas e agradeceram a confiança depositada. “Ter você, Mauri, como nosso futuro vice-presidente, e toda essa categoria na CSB muito nos honra. Hoje você deu um show de organização, os trabalhadores em cooperativas do Paraná e de todo o Brasil estão muito bem representados por este baluarte do movimento sindical brasileiro”, comemorou o vice-presidente da CSB José Avelino Pereira (Chinelo). Sergio Arnoud, outro vice-presidente da entidade ressaltou a importância de contar com a Fenatracoop e seus sindicatos filiados para o fortalecimento da entidade. “Nós, sendo uma central nova, já estamos como a terceira maior do país. Junto com a Fenatracoop e seus sindicatos temos certeza que em breve conquistaremos o nosso objetivo que é ser a maior do país, defendendo os interesses da classe operária com muito afinco! Sejam muito bem-vindos, companheiros”, exaltou Sergio.


Ao final do evento foram sorteados 1 carro e 5 motos 0km, 10 televisores 43 polegadas, 5 pacotes de viagens para Caldas Novas, além de brindes como sanduicheira, ferro de passar, liquidificador, faqueiro, entre outros. 




FOTOS:



Eventos

Nenhum evento próximo! Mais Eventos